Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Centro de São Paulo’ Category

Esta semana fui com os meus alunos e com a professora Maria do Carmo ao Centro de São Paulo. Visitamos também a Pinacoteca e o Museu da Língua Portuguesa. Esta semana que tal ver Antônio de Nóbrega (Itau) e o Portinari (Masp). Ambos estão na Av Paulista. “Bora” ver Portinari, o Nóbrega e muitos outros!!!!!

São Paulo é um a cidade  eclética. Temos uma arquitetura, ou melhor, a arte em geral do período,  que durou mais de  100 anos. Estes 100 anos são regidos pela Arte Neoclássica. Trazida com a Missão Artística Francesa em 1816.

O período Neoclássico já estava em decadência na Europa quando foi trazido ao Brasil. E a arte que vigorou aqui durante este período era a arte Européia. Neste período não temos nada de arte ligada ao Brasil. Com exceção aos que aqui já moravam, os índios, que pouco podiam mostrar de sua cultura. E os negros que vieram trabalhar, sem direito a expor sua cultura.

As coisa só mudaram com a Semana de Arte Moderna em 1922.

Porém, nosso centro, como muitos outros do mundo todo, carregam nossa história, estampado em suas paredes arquitetônicas. Falaremos um pouco a respeito neste artigo.

Primeira parada, CATEDRAL DA SÉ. Linda! Igreja em estilo Neogótica.

Em 1913 iniciou-se a construção da Catedral como é hoje, elaborada pelo alemão Maximilian Emil Hehl, professor de Arquitetura da Escola Politécnica. O templo foi inaugurado em 25 de janeiro de 1954, na comemoração do 4º Centenário da Cidade de São Paulo, ainda sem as duas torres principais.

A primeira versão da igreja foi instalada ali em 1591, quando o cacique Tibiriçá escolheu o terreno onde seria o primeiro templo da cidade construído em taipa de pilão (parede feita de barro e palha socados estruturados em toras).

A Catedral da sé é tão linda quanto as igrejas da Europa. Mas, muitos paulistas não a conhecem por dentro.

Catedral da Sé

Catedral da Sé

Próxima parada! Casa da Marquesa de Santos.

Foto0622

Hoje ela é um museu. Estava fechada. Mas, pudemos ver por fora seu estilo Barroco.

Em seguida visitamos o Páteo do Colégio.

Foto0628

É muito interessante poder ver a parede de taipa de pilão, da primeira construção do Colégio.

Que hoje encontra-se envidraçada para melhor conservação.

Passamos também na Bovespa, onde os alunos puderam aprender um pouco sobre aplicação.

Em seguida subimos os 26 andares do Edifício Martinelli. Como é difícil ver o nosso patrimônio, sem a manutenção precisa.

Foto0645

Que lindos! Todos atentos nas explicações do Cabral sobre a história do edifício.

E agora?! Hora do Amoço! OBA!!!!!!!

Vamos ao Mercado Municipal.

Muita fruta, temperos, peixes, etc. Mas o melhor de tudo é o bolinho de bacalhau e o sanduíche de mortadela! ADORO!!!!!

Foto0649

O prédio em estilo Neoclássico, foi instalado em um dos edifícios mais emblemáticos da cidade. E se tornou um importante ponto turístico tanto para quem vem de fora, quanto para quem mora em São Paulo.

Foi construído entre 1928 e 1933 pelo escritório do renomado arquiteto  Ramos de Azevedo, sendo o desenho das fachadas de Felisberto Ranzini. No interior, magníficos vitrais de Conrado Sorgenicht Filho mostram vários aspectos da produção de alimentos. Os 55 vitrais em estilo gótico, retratam cenas de produção agrícola e pecuária do interior paulista.

Após o almoço, visitamos o Museu da Língua Portuguesa.  Tudo nele é muito interessante!

museu-lingua-portuguesa

A escolha da Estação da Luz para abrigar o Museu da Língua Portuguesa se deu pelo edifício, ser um patrimônio histórico do Século XIX; e o fato de estar localizada em São Paulo, a cidade que tem a maior população de falantes do português no mundo.

Inaugurado oficialmente no dia 20 de março, o Museu da Língua Portuguesa abriu suas portas ao público no dia 21 de março de 2006. Em seus três primeiro anos de funcionamento mais de 1.600.000 pessoas visitaram o espaço. Ele é o museu mais visitado do Brasil e da América do Sul.

Mas a Estação da Luz também é um local importante para São Paulo. Aberta ao público em 1º de março de 1901, a Estação da Luz ocupa 7,5 mil m² do Jardim da Luz, onde se encontram as estruturas trazidas da Inglaterra que copiam o Big Ben e a abadia de Westminter. Não houve inauguração, já que o tráfego foi sendo deslocado aos poucos, mas não demorou muito para que o novo marco da cidade fosse considerado uma sala de visitas de São Paulo. 

Após um incêndio criminoso ela foi projetada novamente pelo arquiteto inglês Charles Henry Driver em estilo neoclássico. 

A estação reflete o momento histórico em que foi construída, evidenciando o poder do café na trajetória de expansão da cidade. 

Agora, entraremos na minha paixão! Pinacoteca do Estado de São Paulo

download

O prédio ocupado pela Pinacoteca do Estado foi projetado por Ramos de Azevedo em 1897, para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios.

Suas paredes são de tijolos  não revestidos e amplas janelas incorporam o referencial urbano do prédio.

O museu tem um perfil muito definido da arte brasileira do século XIX até a contemporânea. Seu acervo tem cerca de 4 mil peças, e é significativo, especialmente para São Paulo, uma vez que reúne trabalhos de artistas paulistas, como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino e Oscar Pereira da Silva, além de obras representativas de Cândido Portinari, Anita Malfatti, Victor Brecheret, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. 

Adorei o passeio meninos!!!!

orkut-hi5-myspace-beijo_(152)

a todos!

Anúncios

Read Full Post »