Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Dicas Culturais’ Category

Agenda 2014

2014

Há tempos não entro no meu Blog e senti vontade de entrar para poder explicar algumas coisas que no FB são impossíveis. O Ano Novo irá finalmente começar!!!!! O Carnaval já passou. Apesar de que este ano termos Copa e eleição. Tudo para atrapalhar o andamento das nossas vidas. Mas, vamos esquecer isso tudo. Aproveite o “ano que se inicia” e…

alimentação saudável

Coma bem! Cuidado com o coração! Cuidado com o colesterol! Acima de tudo… Preocupe-se com a sua saúde num todo. 

SP

Viva São Paulo! Eu amo esta cidade!!!!Curta todos os seus dias porque eles são cheios de novidades!!! 

Agenda Cultural

Visite sempre a agenda cultural.

Lembre-se no futuro vc possivelmente não se lembrará de uma fórmula de física, não se lembrará dos elementos de uma tabela de química. Com certeza não saberá fazer uma expressão matemática, etc..
Mas, nunca se esquecerá de vivenciar a ARTE.

Portanto, a partir de agora… Escolha a sua Agenda Cultural

dança clássica

      dança contemporânea

Assista a um espetáculos de Dança Clássica, de Dança Contemporânea. 

Veja um espetáculo de circo.Tecido Circo

Vc já assistiu a algum grupo performático?

Quantas vezes vc já foi a um Desfile de Moda?

desfiles

Muitos são os Shows de música que teremos em SP este ano.

música

E se Vc gosta de Cinema. Temos ótimos filmes para o seu final de semana.

filmes

E se formos falar sobre exposições que estão acontecendo em SP… Duas estão em Museus no momento.

Miró na Caixa Cultural da Praça da Sé. E não vá me dizer que é Miró não ir! Vá! Conheça! Estude! Pesquise! Depois aceito a sua crítica. Mas, em primeiro lugar dê-se ao luxo de observar.

Miró

E David Bowie no MIS (Museu de Imagem e Som). Vc já viu? A exposição está FANTÁSTICA!!!!! Muito interessante!

David Bo

Quantas vezes vc já foi ao MASP?

Será que vc sabe onde fica o MAM?

E o… Já sei! VC vai  pouco aos museus.

E com certeza está perdendo muito da sua vida cultural.

E AO TEATRO VC VAI?

VC sabe quantos espetáculos estão em cartaz na cidade de SP, ESTE ANO? Sabe quantos cantores serão HOMENAGEADOS, ESTE ANO? Vou citar alguns: Chico Buarque, Rita Lee, Cazuza, Elis Regina, Cassia Eller.

Cassia

      Cazuza

Chico

      Elis

Mas, se vc não gostou dessas dicas. Que tal assistir a uma Ópera – Rock – Jesus Cristo Super Star.

Jesus Cristo

Está bem! Esta não é a sua peça preferida. Não tem importância. Assista então ao Rei Leão. E não diga que vc não é criança! Porque a história deste musical é igualada ao Hamlet  de Shakespeare. Dê um espetáculo de presente para vc.

Rei Leão

Eu sei que para muitos espetáculos que eu lhes indiquei agora, é preciso dinheiro, para poder assistir. Isso não é desculpa para a falta de cultura do povo brasileiro. Há muitos espetáculos gratuitos em SP. E há também espetáculos ótimos! A baixo custo no Sesi e nos Sescs de SP.

Muitos museus trabalham com dias gratuitos para a população assistir às suas exposições. Pesquise estas datas! Faça uma poupança. Alguns desses espetáculos demoram ainda para chegar. Outros custam mais baratos e já estão em cartaz. Outros ainda, ficarão em cartaz por muito tempo. Analise a sua agenda.

Mas não deixe de viver a Vida Cultural de SP!!!!!!

Bom 2014!!!!!

BOM DIA MINHA ARTE QUERIDA!!!!!!

História da Arte

Feliz Ano Novo!!!

Tânia Regina M Costa

Read Full Post »

Esta semana fui com os meus alunos e com a professora Maria do Carmo ao Centro de São Paulo. Visitamos também a Pinacoteca e o Museu da Língua Portuguesa. Esta semana que tal ver Antônio de Nóbrega (Itau) e o Portinari (Masp). Ambos estão na Av Paulista. “Bora” ver Portinari, o Nóbrega e muitos outros!!!!!

São Paulo é um a cidade  eclética. Temos uma arquitetura, ou melhor, a arte em geral do período,  que durou mais de  100 anos. Estes 100 anos são regidos pela Arte Neoclássica. Trazida com a Missão Artística Francesa em 1816.

O período Neoclássico já estava em decadência na Europa quando foi trazido ao Brasil. E a arte que vigorou aqui durante este período era a arte Européia. Neste período não temos nada de arte ligada ao Brasil. Com exceção aos que aqui já moravam, os índios, que pouco podiam mostrar de sua cultura. E os negros que vieram trabalhar, sem direito a expor sua cultura.

As coisa só mudaram com a Semana de Arte Moderna em 1922.

Porém, nosso centro, como muitos outros do mundo todo, carregam nossa história, estampado em suas paredes arquitetônicas. Falaremos um pouco a respeito neste artigo.

Primeira parada, CATEDRAL DA SÉ. Linda! Igreja em estilo Neogótica.

Em 1913 iniciou-se a construção da Catedral como é hoje, elaborada pelo alemão Maximilian Emil Hehl, professor de Arquitetura da Escola Politécnica. O templo foi inaugurado em 25 de janeiro de 1954, na comemoração do 4º Centenário da Cidade de São Paulo, ainda sem as duas torres principais.

A primeira versão da igreja foi instalada ali em 1591, quando o cacique Tibiriçá escolheu o terreno onde seria o primeiro templo da cidade construído em taipa de pilão (parede feita de barro e palha socados estruturados em toras).

A Catedral da sé é tão linda quanto as igrejas da Europa. Mas, muitos paulistas não a conhecem por dentro.

Catedral da Sé

Catedral da Sé

Próxima parada! Casa da Marquesa de Santos.

Foto0622

Hoje ela é um museu. Estava fechada. Mas, pudemos ver por fora seu estilo Barroco.

Em seguida visitamos o Páteo do Colégio.

Foto0628

É muito interessante poder ver a parede de taipa de pilão, da primeira construção do Colégio.

Que hoje encontra-se envidraçada para melhor conservação.

Passamos também na Bovespa, onde os alunos puderam aprender um pouco sobre aplicação.

Em seguida subimos os 26 andares do Edifício Martinelli. Como é difícil ver o nosso patrimônio, sem a manutenção precisa.

Foto0645

Que lindos! Todos atentos nas explicações do Cabral sobre a história do edifício.

E agora?! Hora do Amoço! OBA!!!!!!!

Vamos ao Mercado Municipal.

Muita fruta, temperos, peixes, etc. Mas o melhor de tudo é o bolinho de bacalhau e o sanduíche de mortadela! ADORO!!!!!

Foto0649

O prédio em estilo Neoclássico, foi instalado em um dos edifícios mais emblemáticos da cidade. E se tornou um importante ponto turístico tanto para quem vem de fora, quanto para quem mora em São Paulo.

Foi construído entre 1928 e 1933 pelo escritório do renomado arquiteto  Ramos de Azevedo, sendo o desenho das fachadas de Felisberto Ranzini. No interior, magníficos vitrais de Conrado Sorgenicht Filho mostram vários aspectos da produção de alimentos. Os 55 vitrais em estilo gótico, retratam cenas de produção agrícola e pecuária do interior paulista.

Após o almoço, visitamos o Museu da Língua Portuguesa.  Tudo nele é muito interessante!

museu-lingua-portuguesa

A escolha da Estação da Luz para abrigar o Museu da Língua Portuguesa se deu pelo edifício, ser um patrimônio histórico do Século XIX; e o fato de estar localizada em São Paulo, a cidade que tem a maior população de falantes do português no mundo.

Inaugurado oficialmente no dia 20 de março, o Museu da Língua Portuguesa abriu suas portas ao público no dia 21 de março de 2006. Em seus três primeiro anos de funcionamento mais de 1.600.000 pessoas visitaram o espaço. Ele é o museu mais visitado do Brasil e da América do Sul.

Mas a Estação da Luz também é um local importante para São Paulo. Aberta ao público em 1º de março de 1901, a Estação da Luz ocupa 7,5 mil m² do Jardim da Luz, onde se encontram as estruturas trazidas da Inglaterra que copiam o Big Ben e a abadia de Westminter. Não houve inauguração, já que o tráfego foi sendo deslocado aos poucos, mas não demorou muito para que o novo marco da cidade fosse considerado uma sala de visitas de São Paulo. 

Após um incêndio criminoso ela foi projetada novamente pelo arquiteto inglês Charles Henry Driver em estilo neoclássico. 

A estação reflete o momento histórico em que foi construída, evidenciando o poder do café na trajetória de expansão da cidade. 

Agora, entraremos na minha paixão! Pinacoteca do Estado de São Paulo

download

O prédio ocupado pela Pinacoteca do Estado foi projetado por Ramos de Azevedo em 1897, para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios.

Suas paredes são de tijolos  não revestidos e amplas janelas incorporam o referencial urbano do prédio.

O museu tem um perfil muito definido da arte brasileira do século XIX até a contemporânea. Seu acervo tem cerca de 4 mil peças, e é significativo, especialmente para São Paulo, uma vez que reúne trabalhos de artistas paulistas, como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino e Oscar Pereira da Silva, além de obras representativas de Cândido Portinari, Anita Malfatti, Victor Brecheret, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. 

Adorei o passeio meninos!!!!

orkut-hi5-myspace-beijo_(152)

a todos!

Read Full Post »

O maior evento de artes no Brasil chega a sua 30ª edição.

O curador  Luis Pérez Oramas diz que a Iminência é algo que vai acontecer e nós não sabemos o que.

Eu (Tânia Regina) digo que visitar uma exposição de arte como a Bienal de SP, não consiste em ensinar ou aprender, mas sim em vivenciar.

 

 

A 30ª Bienal – “A iminência das poéticas”, contará com o trabalho de 111 artistas e 3 mil obras, 75% delas inéditas. Nesta exposição está sendo feito um panorama da arte contemporânea a partir do ponto de vista do Brasil e da América Latina. O título da 30ª Bienal de são Paulo é considerado pela curadoria não como um eixo condutor da mostra, mas, como um pretexto para pensar e lançar perguntas.

A exposição tem como estudo as “Constelações” que são um conjunto de estrelas próximas umas das outras. Assim foi pensado o estudo desta Bienal de uma  maneira que as obras dos artistas se relacionem com semelhanças ou diferenças entrando em relação com proximidade ou a distância

 

O conceito de Constelações é a chave para entender a proposta da curadoria do venezuelano Luis Pérez Oramas, que também é curador responsável pelo departamnento de arte latino americana do Museum of Modern (MOMA) de Nova York. As Costelações são escolhas mais ou menos arbitrárias de vínculos entre artistas. São propostas 12 constelações já com o convite para criarmos nossos próprios agrupamentos, nos centrarmos em unidades auto continentes ou nas relações entre obras e artistas.

 

Alexandre da Cunha

1969, Rio de Janeiro, Brasil – Vive em Londres, Inglaterra

 

​O processo de intervenção, apropriação e recontextualização de objetos cotidianos – usados principalmente pelo indivíduo que executa trabalho manual – é essencial às instalações esculturais de Alexandre da Cunha. Seu engajamento com a ideia de trabalho associado ao objeto, em particular o ato de limpar, é fundamental na compreensão do significado de sua poética – materializada, em sua maioria, pelo arranjo estético de materiais produzidos em massa: desentupidores, cerâmicas, tecidos ou vassouras. Em suas montagens neominimalistas, o artista faz com que objetos ricos em conotações sociais e culturais sejam reinventados e ganhem significação para além de sua função doméstica original.

 

Arthur Bispo do Rosário

1909 (1911), Japaratuba, Brasil – 1989, Rio de Janeiro, Brasil

​Arthur Bispo do Rosário viveu por meio século recluso em um hospital psiquiátrico. Transitando entre a realidade e o delírio, acreditava estar encarregado de uma missão divina e utilizava materiais dispensados no hospital para produzir peças que mapeavam sua realidade. Valendo-se da palavra como elemento pulsante, manipulou signos e brincou com a construção e desconstrução de discursos para criar bordados, assemblages, estandartes e objetos que seriam, posteriormente, consagrados como obras referenciais da arte contemporânea brasileira.

Arthur Bispo do Rosário dizia: “Eu não sou artista, sou orientado por vozes para fazer desta maneira.”

August Sander

 1876, Herdorf, Alemanha – 1964, Colônia, Alemanha

​ Ao fotografar indivíduos de diversas esferas sociais – desde a vida camponesa oitocentista até a sociedade capitalista –, August Sander criou um catálogo tipológico do povo alemão com mais de seiscentas imagens, que constituem sua mais importante obra: People of the 20th Century (Pessoas do século XX). Transcendendo a noção de registro e revelando um país em mutação, o trabalho do artista evidenciou estruturas hierárquicas e criou um retrato enciclopédico e sistemático da sociedade de sua época.

Ele criou um panorama da sociedade alemã e foi censurado no nazismo.

 

David Moreno

1957, Los Angeles, Estados Unidos – Vive em Nova York, Estados Unidos

 

​A obra de David Moreno se constitui na articulação permanente de dois universos: a figuralidade do som e a sonoridade da imagem. Seu trabalho distingue-se pela recorrência de ressonâncias, estigmas, cortes, incisões, repetições e vibrações – tornando claro que o quiasma com que enlaça as figuras do som com os sons da figura é, na verdade, uma chave para a produção de imagem. Por meio de instalações sônicas, experimentação eletroacústica, desenho e fotografia, suas obras emolduram questões sobre a mortalidade do corpo, a condição animal do humano e os impulsos de vida e de morte manifestos sob a forma de sintoma.

 

Hans Eijkelboom

1949, Arnhem, Holanda – Vive em Amsterdã, Holanda

 

​Hans Eijkelboom retrata as ruas de diferentes cidades do mundo identificando padrões para criar suas séries de imagens. A disciplina e o rigor de suas observações lembram aspectos de estudos antropológicos. Ao criar sistemas e estabelecer critérios em meio ao caos das ruas, o artista confronta noções de identidade e a relação entre individualidade e coletividade. Em um processo contínuo, que já dura duas décadas, o artista constrói combinações e repetições exclusivamente associadas a suas experiências e ao olhar apurado, formando um extenso (auto)retrato da sociedade.

 

 

 

 

Nino Cais

1969, São Paulo, Brasil – Vive em São Paulo

 

​ Partindo do universo doméstico e do interesse pela banalidade das circunstâncias cotidianas, Nino Cais funde seu corpo a utensílios caseiros na elaboração de uma poética aberta a infinitas combinações. Na tentativa de extrair poesia de sua relação física com objetos de uso comum, o artista desloca de seus contextos plantas, roupas, xícaras, bacias, panelas, vasos e toalhas, reordenando-os em composições fotográficas e videográficas que mesclam estranheza, afeto e ironia. Desinvestindo o corpo humano de singularidade e justapondo-o a objetos que parecem relutar em adquirir  funcionalidade simbólica, Cais propõe um jogo estético em que o indivíduo torna-se capaz de assumir incontáveis identidades.

Robert Smithson

1938, Passaic, Estados Unidos – 1973, Amarillo, Estados Unidos

 

​ Por explorar diferentes gêneros e mídias, Robert Smithson é considerado um dos artistas mais intrigantes do século 20. Mais conhecido por seus provocativos earthworks e pela atuação em paisagens remotas, o artista teve sua trajetória marcada pela investigação da linguagem. Desmistificando a distinção entre teoria e prática e engendrando maneiras de abordar as experiências estéticas como dimensões do espaço e do tempo, as ideias de Smithson ultrapassaram o contexto de sua manifestação imediata e, há mais de quarenta anos, causam profundo impacto no pensamento artístico contemporâneo.

 

Tehching Hsieh

1950, Nan-Chou, Taiwan – Vive em Nova York, Estados Unidos

 

​ Na primeira de suas Performances de Um Ano, Tehching Hsieh permaneceu confinado em uma cela em seu estúdio. Em seguida, registrou, com um relógio-ponto e fotografias, todas as horas do dia. Na terceira, passou os 365 dias vivendo nas ruas de Nova York. Depois, ficou amarrado a uma mulher sem poder tocá-la. A última performance (1985-86), anunciava seu distanciamento do mundo da arte. A partir de então, propôs-se viver treze anos produzindo arte sem mostrá-la até completar 49 anos, quando concluiu seu plano e deixou de atuar como artista.


Thiago Rocha Pitta

1980, Tiradentes, Brasil – Vive em São Paulo, Brasil

 

​Centrado na relação entre arte e natureza, o trabalho de Thiago Rocha Pitta ganha forma em fotografias, desenhos, vídeos, pinturas, esculturas e instalações. Apostando no diálogo com o ambiente natural, o artista explora os padrões mutáveis do ar, do fogo ou da água por meio de intervenções que se expõem ao tempo e narram diferentes fenômenos e manifestações ambientais. Seu interesse em explorar os processos naturais dos elementos é propagado por um ponto de vista poético e se manifesta em seu trabalho como uma maneira de reforçar a natureza como coautora de seu projeto estético.

 

 

Bienal de São Paulo

De 07 de setembro a 09 de dezembro 2012

Pavilhão Ciccillo Matarazzo – Parque do Ibirapuera 

São Paulo

Pesquisa feita no site da Bienal.

http://www.bienal.org.br/30bienal

Read Full Post »

Olá alunos, amigos, parentes e blogueiros!

 

Quem hiberna é urso!!!!!!!

Saiam das tocas!!!!!!

Vamos passear!!!!!!

 

Bom dia para quem é do dia!

Boa noite para quem é da noite!

São Paulo nas férias, é uma ótima pedida!!

Estes artigos terão como intuito, falar sobre Diversão, Arte e Cultura.

Se o seu filho, neto ou sobrinho é pré-adolescente ou se as dicas são para você…

Continue neste blog e terá mil alternativas para as suas férias.

 

Nossa! Como deu trabalho!

Mas, valeu a pena!

Espero que gostem! Que divirtam-se! E que deixem MIL comentários.

Entrem em categorias, “Dicas Culturais” e leiam o que quiserem:

Dicas de Livros

Dicas de Passeios

Dicas de Exposições

Dicas de DVD’s

Dicas de Cinema

Dicas de Teatro

Sendo professora de Artes  e Teatro acho meio óbvio, que sou apaixonada pelo assunto!

Particularmente espero que leiam um pouco de tudo. E, que gostem!

Achei um montão de coisas para fazermos nas férias. (Alguns passeios, poderemos até fazer juntos. Avisarei o dia que irei. Se quiserem ir também… É  só me encontrar no dia e hora marcada.) E olha que só selecionei, coisas e lugares que eu gostaria de ir ou que eu já fui. Mas, posso, afirmar que as minhas alternativas estão bem legais!

Em São Paulo há de História da Arte a Teatro, tudo se mistura em Festa e Lazer.

OBS: Não deixem de passear também pelo blog, porque tem um montão de coisas novas e antigas. Mas, com certeza tudo muito  interessantes!

Aposto que será mais uma maneira de você divertir-se nas férias!

BOAS FÉRIAS!!!!!!!

Tânia Regina M Costa

Read Full Post »

Falando de Teatro.

Até parece que a Broadway tem uma filial aqui em São Paulo.

“São Paulo é hoje o maior pólo de atores para musicais. E isso é fantástico! Porque além de professora de arte e teatro para crianças e adolescentes, Eu sou apaixonada por musicais.

Nossos atores hoje, cantam e dançam e interpretam, tanto ou melhor que os americanos da BROADWAY.

Parabéns São Paulo! Parabéns aos atores, bailarinos e cantores paulista!

A temporada deste ano conta com “A Família Addams”, “Um Violinista no Telhado”. Mas, no 2º semestre… Tem muito mais!!!!!! Aguardem.

 

Teatro Festival de Teatro Infantil Teatro Folha – todos os dias da semana – É sempre muito legal!!!!!!!

 

“Alice no País das Maravilhas”

 

Alice é uma menina que mora em um prédio situado em uma grande metrópole. Como toda criança, o que mais deseja é brincar com outras crianças, mas como nem sempre isso é possível devido à correria do dia-a-dia, Alice resolve dar um mergulho em sua imaginação. “Eu queria tanto que tudo fosse tão diferente” é o que diz na busca do lugar ideal, do seu “Jardim das Maravilhas”. A partir disso, vemos a grande viagem de Alice acontecer, onde tudo é possível. Ela é capaz de mudar de tamanho, e usa o contêiner de seu prédio como passagem para o mundo maravilhoso, chegando em um lugar onde encontra situações e personagens inusitados, como um coelho que anda de ponta cabeça, um cachorro gigante, um cogumelo que canta, um dragão que voa, uma rainha autoritária entre outros.

Criação: Le PLat du Jour

Elenco: Helena Cerello, Adriana Telg e Paula Flaiban

(Stand-in: Bebel Ribeiro, Natália Presser, Erika Puga, Luna Martinelli e Natália Vooren)

Duração: 50 minutos

Classificação indicativa: a partir de 5 anos

Teatro Folha – São Paulo (São Paulo)
Shopping Pátio Higienópolis – Av. Higienópolis, 618
(11) 3823-2323 -Televendas: (11) 3823-2737

Domingo e Sábado
Horário: 16hrs
Preço: R$ 30

 

 

“Camille e Rodin”

 

Ao chegar à cidade de Paris, muito jovem, Camille Claudel se torna aluna, discípula e amante de Auguste Rodin. Tendo que combater o preconceito da sociedade como mulher e artista, posa para ele e fascina-o com sua personalidade. O diálogo amoroso se torna presente nas obras dos dois.

A intuição criativa de Camille e o apuro conquistado em anos de estudo por Rodin, tornam a obra de um e de outro próximas, ao ponto de não sabermos qual obra do mestre ou da aluna inspirou um, ou copiou o outro, promovendo um embate de natureza artística entre os dois.

Depois de quinze anos de tortuoso relacionamento, o rompimento definitivo marcará a vida e a obra de ambos para sempre. Auguste Rodin se torna o maior escultor de todos os tempos. Camille Claudel após longo período debatendo-se em dificuldades financeiras, lutando contra a rejeição da família e o preconceito da época pela mulher solteira e artista, entrega-se à solidão e à loucura.

Por iniciativa de seu irmão, é internada à força num manicômio aos 49 anos, onde passará os trinta anos seguintes de sua vida.

Sexta e Sábado 21h. Domingo 19h30.
Ingressos: Sexta R$ 20. Sábado e Domingo R$ 30
Duração: 75 minutos
Recomendação: 12 anos
Estreia dia 22 de Junho
Temporada: até 26 de agosto

Local:
Grande Auditório do MASP (374 lugares)
Avenida Paulista, 1578
Informações: 3171.3267

 

“Família Addams”

 

“A Família Addams” apresenta a história original. A filha mais nova se transforma em uma jovem mulher e para piorar, se apaixona por um doce e inteligente jovem de uma família tradicional. Sim, Wandinha Addams, a ultima princesa das trevas, tem um namorado “normal”, e para os seus pais, Gomez e Mortícia, esse é um acontecimento que irá virar de cabeça para baixo a casa dos Addams quando eles são forçados a organizar um jantar para o jovem e seus pais. 

Teatro Abril

Rua Brigadeiro Luís Antônio, 411. Bela Vista.

 


“O Ilha do Tesouro”.

 

TEATRO-AVENTURA para pais e filhos, ainda está em cartaz.

Todos os pais deveriam ir. Vale a pena. EU AMEI!!!!!!!

de 20/5/2012 a 26/8/2012
domingos às 11h

O Ilha do Tesouro é um espetáculo itinerante e participativo integrando adultos e crianças em jogos lúdicos de aventura e teatro. É uma experiência real e emocionante que oferece ao imaginário infantil (e também aos adultos) uma vivência única e inesquecível.
O público, alçado às categorias de piratas e heróis, percorre durante uma hora e meia um grande “cenário-instalação” feito de madeira, lona e barro em busca de um tesouro. Mas, muito mais do que um baú cenográfico cheio de ouro, balas ou doces, este tesouro é bastante verdadeiro e absolutamente surpreendente.
Enfim, por suas características particulares e originais, “O Ilha do Tesouro” é um espetáculo inédito no Brasil!
Neste gênero de teatro não existe o espectador sentado na poltrona assistindo de longe ao que se passa. O público é o herói! Ele faz a aventura e envolve-se fisicamente com a história. A missão das crianças é superar os obstáculos, fugir do inimigo, achar o tesouro e enfrentar os terríveis piratas!
Depois de muitas aventuras, elas finalmente encontrarão o tesouro: o carinho e a segurança de quem as acompanhou durante toda a viagem (pais, avós, tios, amigos, etc).
Eles – o público – estiveram juntos na caça ao tesouro, um ao lado do outro, apoiando-se, tocando-se e brincando durante a travessia. Eis o verdadeiro tesouro que o diretor quis revelar: no baú do tesouro, a aventura afetiva do relacionamento. Por isso, a importância das crianças comparecerem ao teatro acompanhadas de alguém com o qual tenham um vínculo especial.

OBSERVAÇÕES E RECOMENDAÇÕES

·  O ILHA DO TESOURO é um espetáculo participativo no gênero teatro-aventura, portanto, todos farão alguma atividade durante a apresentação. É um jogo teatral mas confunde-se também com uma expedição real por lugares desconhecidos e percurso acidentado;

·  Haverá atividade física e deslocamento por obstáculos. Crianças e adultos percorrerão caminhos escuros com barro, escadas de troncos, água e cordas. Possivelmente, alguns ficarão sujos de terra e um pouco molhados;

·  Há guerras de bolinhas de meias e lutas com espadas de plástico. Portanto, acidentes podem ocorrer decorrentes de tais atividades (cabeçadas, lanternadas, espadadas, boladas, etc…);

·  O espetáculo é desaconselhável para grávidas, deficientes físicos, visuais, cardíacos, claustrofóbicos, alérgicos a mofo ou pó e pessoas que tenham medo de escuro ou dificuldade de locomoção;

·  A Produção reserva-se o direito de não permitir a entrada de crianças menores de 7 anos. Maiores de 12 anos poderão fazer o trajeto dos adultos;

·  O espetáculo foi planejado para duplas (uma criança e um adulto) que tenham relação afetiva entre si.

Sugere-se que a criança esteja acompanhada do pai ou da mãe ou de um parente ou pessoa com a qual ela tenha um relacionamento afetivo importante, uma vez que o espetáculo criará situações em que o amparo desta pessoa terá um significado especial.
(A produção não recomenda babás como acompanhantes das crianças);

·  As crianças farão a aventura separadas dos adultos, portanto, não é aconselhável para crianças que tenham medo de ficarem sozinhas;

·  Para qualquer eventualidade, os adultos, apesar de separados, estarão sempre próximos das crianças. Além disso, temos monitores presentes durante todo o percurso;

·  Recado aos adultos: respeitem o medo das crianças.
E lembrem-se: elas são as protagonistas, vocês, apenas coadjuvantes!

·  Pede-se às crianças que tragam lanterna pequena;

·  Pede-se aos adultos que venham com camiseta preta, uma vez que serão “transformados” em Piratas;

·  Recomendam-se roupas confortáveis: tênis, jeans e camiseta e
não trazer bolsas, brincos, pulseiras, celulares, sapatos de salto alto, roupas e objetos que possam atrapalhar movimentos, ações ou causar acidentes.
 

Duração: 90 min

Local:  Teatro do Centro da Terra – Rua Piracuma, 19. Sumaré.

É preciso telefonar para fazer a sua reserva. O espetáculo trabalha com apenas 25 duplas. tel. 3675-1595.

Valor: Dupla (adulto + criança): R$100,00.

Adulto extra: R$100,00 Criança extra: R$50,00 (não aceita cartões)

 

“Um Violinista no Telhado”

 

Pai de cinco filhas, o rústico Tevye é o leiteiro de um vilarejo judeu encravado na Rússia Czarista.  Sempre em conflito para sobreviver e honrar as tradições religiosas, ele enfrenta problemas tanto dentro – as filhas se rebelam contra os casamentos arranjados – quanto fora de casa, em uma época que massacres (os chamados pogroms) expulsariam milhões de judeus da região.

Teatro Alfa.

R. Bento Branco de Andrade Filho, 722. Santo Amaro.

Aos domingos às 17h o ingresso é mais barato. R$ 40 a R$140. Até 15 de julho.

 

DANÇA

 

“Cirque Plume”

l’Atelier du Peintre.

 

O Cirque Plume é uma companhia teatral que reuni artistas de áreas diversas.  Eles criam espetáculos onde o real, o imaginário, o humor, o poético e a música estão reunidos em uma explosão de alegria e cores.

Um dos mais emblemáticos representantes do nouveau cirque francês que fusiona linguagens na busca de uma arte integrada de comunicação imediata: as elaboradas técnicas circenses, o teatro, a música especialmente composta e executada ao vivo e a dança que se fundem fazendo surgir uma estética diferenciada.

L’Atelier du Peintre, é uma divertida e lúdica viagem ao universo da pintura e das artes plásticas.

Estreia dia 31 de Julho (terça)
Até 5 de Agosto, Terça, quarta, quinta e sábado às 21; sexta às 21h30; domingo, às 18h.

Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 (Santo Amaro) 
Tel: (11) 5693-4000

 

 

 E tenham todos, um ótimo espetáculo!!!!!!!

 

Read Full Post »

Falando de cinema por exemplo, temos este mês:

 

“A Era Do Gelo 4”

A animação se passa em alto mar, em blocos de gelo que lembram navios. A louca perseguição de Scrat sempre à caça de sua noz inquieta, perseguição à qual ele tem se dedicado desde os primórdios dos tempos, tem consequências que mudam o mundo e causam um cataclismo continental que leva Manny, Diego e Sid a viverem a maior aventura de todos os tempos. E é neste momento que Diego apaixona-se por uma felina pirata. Nessa maré de mudanças, Sid acaba reencontrando sua Avó turrona, e o bando ainda tem de lidar com uma horda de piratas decididos a impedi-los de voltar para casa.

Elenco: -x-
Direção: Carlos Saldanha
Gênero: Infantil
Duração: 96 min.
Distribuidora: Fox Films
Classificação: Livre

“Branca de Neve e o Caçador”

No filme, Kristen Stewart interpreta a Branca de Neve, a mulher mais bela do reino, e a Rainha Má fará de tudo para matá-la. A jovem que ameaça seu reinado, no entanto, andou treinando a arte da guerra com o caçador que foi enviado inicialmente para acabar com ela.

História dos Irmãos Grimm.

Elenco: Kristen Stewart, Charlize Theron, Chris Hemsworth, Felicity Jones, Riley Keough
Direção: Rupert Sanders
Gênero: Aventura
Duração: 125 min.
Distribuidora: Paramount
Classificação: 12 Anos

 

“Madagascar 3”


Em MADAGASCAR 3, Alex, Marty, Melman, Gloria, Rei Julien, Maurice, os pingüins e os chimpanzés encontram-se na Europa, como integrantes de um circo itinerante, numa tentativa de retornar a Nova York.

Elenco: Vozes de: Sacha Baron Cohen, Cedric the Entertainer, Jada Pinkett Smith, Andy Richter, Chris Rock, David Schwimmer, Ben Stiller
Direção: Eric Darnell e Tom McGrath
Gênero: Aventura
Duração: 93 min.
Distribuidora: Paramount
Classificação: Livre

 

 

 

“MIB-Homens de Preto 3”

 

Yaz decide voltar no tempo para matar Kay e desencadeia uma série de acontecimentos que pode levar ao fim do mundo. Jay precisa, então, ir atrás de Yaz para salvar seu companheiro e o destino da humanidade. Para isso, ele viaja no tempo e descobre segredos que nunca imaginou.

Elenco: Will Smith, Tommy Lee Jones, Jemaine Clement, Josh Brolin, Alice Eve, Bill Hader

Direção: Barry Sonnenfeld
Gênero: Ação
Duração: 106 min.
Distribuidora: Columbia Tristar
Classificação: 10 Anos

 

 

 “VALENTE”

Estréia 20/07.

Animação da Pixar.

Arqueira ruivinha, princesa da Escócia, se mete em uma baita confusão, para se livrar de um casamento. Embora filha da nobreza, a princesa Merida (voz original de Kelly Macdonald) preferiria entrar para a história como uma arqueira de sucesso. Confrontando os desejos de sua mãe, a princesa toma uma atitude impensada, que coloca em perigo o reino e a vida de sua família. Agora ela precisa lutar contra as forças da natureza, da magia e de uma maldição sombria para consertar seu erro.

Billy Connolly (Rei Fergus), Emma Thompson (Rainha Elinor) e Julie Walter (velha sábia) também estão no elenco de dubladores. Para fazer os três lordes do reino, alívios cômicos do filme, estão escalados Kevin McKidd (Lorde MacGuffin), Craig Ferguson (Lorde Macintosh) eRobbie Coltrane (Lorde Dingwall).

Direção: Brenda Chapman (O Príncipe do Egito) e pelo estreante em longas Mark Andrews,Valente é descrito como o primeiro longa da casa voltado para o público feminino. O lançamento de Valente acontece em 

Classificação: Livre

VAMOS AO CINEMA!!!!!!

 

Read Full Post »

Dicas de DVD’s

 DVD’s que eu gosto:

 

Não vai dar para sair hoje?!

Tudo bem! Segue abaixo uma lista de DVD’s que eu A-DO-RO!!!!!!!!

Alguns são antigos. Mas, com certeza vale a pena ver!

 

“Avatar”.

Eu adoro!

“Só temos uma Terra. Devemos nos dar conta de uma vez por todas que nosso planeta é um paraíso. Rodei ‘Avatar’ também para meus cinco filhos”, explica Cameron, em entrevista publicada, pelo jornal alemão Bild.

 

Avatar

Critica Tânia Regina  M Costa

Minhas impressões sobre o filme são as de quem assistiu em 3D (Já assisti também em DVD, perde muito – mas ainda assim, vale a pena). Isso significa que pude apreciar o espetáculo visual que é a grande atração do filme. Cameron não mediu esforços para mostrar um filme grandioso, de colorido delicioso e delicado que provoca o espectador o tempo todo. Você literalmente entra no filme.

A história do filme se passa em 2154 em uma colônia chamada “Pandora”, habitada pelos Na’ vi, nativos azuis alienígenas.

Pandora é um local exuberante e ao mesmo tempo hostil. O ar é venenoso para humanos. As plantas e as criaturas são predadoras e perigosas. Mas, mesmo assim tudo é maravilhoso! Apesar das criticas de alguns cinéfilos.

Os Na´vi vivem em harmonia com os perigos de “Pandora”, são seres humanóides consciente da preservação ambiental. Mas estava muito claro,  que os seres humanos iriam aparecer na colônia para estragar tudo.

O Avatar (é um corpo, geneticamente mudado, feito com DNA humano e DNA dos nativos Na’vis)

A “colônia” de “Pandora” é encantadora e desfruta da companhia do que pode ser considerado a mais bela e criativa criação de flora para um planeta distante.

Neytiri é uma Na’vi que age como uma verdadeira educadora ambiental. A personagem Na’vi não ensina apenas Jake (o Avatar enviado a “Pandora” para destruí-la), mas, transmite uma mensagem de conscientização ecológica que pode ser bem compreendida pelo público de qualquer idade.

Assistindo ao filme temos a nítida impressão de que Avatar foi inspirado em episódios da História do Brasil, quando povos vindos do além mar depararam-se com uma fauna e flora exótica, nativa e exuberante.  E depararam-se também com nativos…

Os Na’vi se parecem com os nossos índios (não em fisionomia, mas em atitude) e os humanos agem como os navegantes europeus que aqui chegaram. . . e, do ponto de vista histórico, conhecemos as consequências  deste encontro.

Os  Na’vis estavam, literalmente, conectados com a Natureza que os rodeia e nutrem, um respeito sagrado para com cada  ser vivo deste lugar.

Os Na’vis me lembra também os Celtas povo que amo tanto. Os Celtas passam por histórias semelhantes, as mulheres até mesmo nas fogueiras morreram por suas preocupações culturais e ambientais.

Esta grandiosidade com a fauna e a flora nativa fica muito clara em uma cena onde a nativa Neytiri sacrifica um animal ferido e enquanto ele ainda esta agonizando; antes de disparar o golpe final no animal, ela faz uma espécie de oração. Como se estivesse dando uma “extrema-unção” ao animal.

Trabalhar com ecologia hoje é ter consciência. E para ensinar a ter esta consciência as crianças e aos adolescentes nada melhor que o Filme Avatar.

O filme não tem um “roteiro”, repito aqui o que foi citado pelos cinéfilos. Mas têm um senso de atitude ecológica fantástica!

ADOREI!!!!!!!

 

Avatar

Elenco: Sam Worthington, Zoe Saldana, Sigourney Weaver, Lola Herrera, Joel David Moore, Giovanni Ribisi, Michelle Rodriguez, Stephen Lang, Wes Studi, CCH Pounder, Laz Alonso, Dileep Rao, Matt Gerald, Sean Anthony Moran, Scott Lawrence.

Direção: James Cameron

Gênero: Ação

Duração: 161 min

 

“Em busca da Terra do Nunca”

 

J.M. Barrie (Johnny Depp) é um bem-sucedido autor de peças teatrais, que apesar da fama que possui está enfrentando problemas com seu trabalho mais recente, que não foi bem recebido pelo público. Em busca de inspiração para uma nova peça, Barrie a encontra ao fazer sua caminhada diária pelos jardins Kensington, em Londres. É lá que ele conhece a família Davies, formada por Sylvia (Kate Winslet), que enviuvou recentemente, e seus quatro filhos. Barrie logo se torna amigo da família, ensinando às crianças alguns truques e criando histórias fantásticas para eles, envolvendo castelos, reis, piratas, vaqueiros e naufrágios. Inspirado por esta convivência, Barrie cria seu trabalho de maior sucesso: Peter Pan.


 

“Hugo Cabret”

 

Paris, anos 30. Hugo Cabret (Asa Butterfield) é um órfão que vive escondido nas paredes da estação de trem. Ele guarda consigo um robô quebrado, deixado por seu pai (Jude Law). Um dia, ao fugir do inspetor (Sacha Baron Cohen), ele conhece Isabelle (Chloe Moretz), uma jovem com quem faz amizade. Logo Hugo descobre que ela tem uma chave com o fecho em forma de coração, exatamente do mesmo tamanho da fechadura existente no robô. O robô volta então a funcionar, levando a dupla a tentar resolver um mistério mágico.

 

“Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida

 

Uma adaptação do conto clássico do Dr. Seuss de uma criatura da floresta que compartilha o eterno poder da esperança. A aventura animada conta a jornada de um rapaz que procura pela única coisa que poderá fazer com que ele conquiste a afeição da garota de seus sonhos. Para encontrá-la, ele terá que descobrir a história do Lorax, a zangada porém charmosa criatura que luta para proteger seu mundo.

 

 

“Os Irmãos Grimm”

 

Do aclamado diretor Terry Gilliam, as aventuras dos lendários escritores de contos de fada Will (Matt Damon) e Jake Grimm (Heath Ledger), dois irmãos que viajam através da Europa de Napoleão enfrentando monstros e demônios em troca de dinheiro rápido. Mas, quando as autoridades francesas descobrem seu esquema, os trapaceiros são forçados a enfrentar uma maldição real em uma floresta encantada, onde jovens donzelas continuam a desaparecer sob circunstâncias misteriosas.

 

“Matrix”

 

Em um futuro próximo, Thomas Anderson (Keanu Reeves), um jovem programador de computador que mora em um cubículo escuro, é atormentado por estranhos pesadelos nos quais encontra-se conectado por cabos e contra sua vontade, em um imenso sistema de computadores do futuro. Em todas essas ocasiões, acorda gritando no exato momento em que os eletrodos estão para penetrar em seu cérebro. À medida que o sonho se repete, Anderson começa a ter dúvidas sobre a realidade. Por meio do encontro com os misteriosos Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss), Thomas descobre que é, assim como outras pessoas, vítima do Matrix, um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia. Morpheus, entretanto, está convencido de que Thomas é Neo, o aguardado messias capaz de enfrentar o Matrix e conduzir as pessoas de volta à realidade e à liberdade.

 

“Ponte para Terabítia”

 

Jess Aarons (Josh Hutcherson) sente-se um estranho na escola e até mesmo em sua família. Durante todo o verão ele treinou para ser o garoto mais rápido da escola, mas seus planos são ameaçados por Leslie Burke (AnnaSophia Robb), que vence uma corrida que deveria ser apenas para garotos. Logo Jess e Leslie tornam-se grandes amigos e, juntos, criam o reino secreto de Terabítia, um lugar mágico onde apenas é possível chegar se pendurando em uma velha corda, que fica sobre um riacho perto de suas casas. Lá eles lutam contra Dark Master (Matt Gibbons) e suas criaturas, além de conspirar contra as brincadeiras de mau gosto que são feitas na escola.

“Shakespeare Apaixonado”

O jovem William Shakespeare não consegue escrever sua nova peça pois está passando por um bloqueio mental. Um dia ele conhece a bela Viola De Lesseps (Gwyneth Paltrow), ela sonha em ser atriz mas não era permitido naquela época que mulheres atuassem. Para burlar as regras e ter a chance de realizar seu sonho, Viola se disfarça de homem e começa a ensaiar o texto de William, que depois que a conheceu perdeu o bloqueio e voltou a escrever. Os dois se apaixonam mas tudo muda quando a família de viola arranja um casamento entre ela e Lorde Wessex (Colin Firth).

 

“Spiderwick”

 

Quando a família Grace se muda de Nova York para o velho casarão de um tio-avô, Arthur Spiderwick (David Strathairn), fatos estranhos começam a acontecer. Misteriosos desaparecimentos e acidentes ocorrem diariamente, o que intrigam os irmãos Jared (Freddie Highmore), Simon (Freddie Highmore) e Mallory (Sarah Bolger). Eles decidem investigar a casa e encontram um livro mágico, que os leva a um mundo repleto de criaturas mágicas e, às vezes, perigosas.

 

Read Full Post »

Older Posts »