Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Musical A Bailarina e o Soldadinho’

“O Soldadinho e a Bailarina” é uma de livre adaptação do conto de fadas “O Soldadinho de Chumbo” de Hans Christian Andersen que conta a aventura de amor de um  soldadinho Perneta e Sofia, a bailarina de papel.

Na peça teatral, Luana Piovani é Sofia, uma bailarina de papel que divide o quarto do menino Euclides com outros brinquedos; o ursinho Prestimoso e o temível Boneco, Palhaço de Molas. O Boneco, Palhaço de Molas chantageia a bailarina toda noite, por ela não ter aceito o seu pedido de casamento.

No entanto, a situação muda completamente, com a chegada dos Soldadinhos de chumbo, que se unem aos brinquedos do menino Euclides.

Junto aos soldadinhos está o soldadinho de chumbo, Perneta. Ele é um soldadinho de chumbo de apenas uma perna, porque o chumbo acabou na hora da sua fabricação.

À noite, depois que os humanos adormecem, todos os brinquedos saem da caixa de brinquedos e são recepcionados pela velha Harpa, pelo urso Prestimoso e por Marionete.

A linda bailarina Sofia, feita de papel, desperta, e o soldadinho Perneta  imediatamente se encanta por ela. Os dois se apaixonam despertando a ira do Palhaço de Molas, o vilão da história.

A atriz Luana Piovani, acredita que a temática da peça vai ajudar os pequenos a terem menos preconceito.

As músicas escritas para o espetáculo são o resultado de uma parceria entre o diretor musical Ernani Maletta e o compositor Vitor Pozas, por meio de um projeto com crianças da cidade de Araçuaí, em Minas Gerais. As canções revelam traços culturais da arte popular brasileira e ritmos interioranos.

Quanto à cenografia, Gabriel Villela (diretor do espetáculo) evitou definir um local específico, fazendo com que o espectador use sua imaginação para criar o universo da bailarina.

Já os figurinos nos remetem à cultura nórdica do leste europeu, com roupas de linho, das festas folclóricas da Hungria. O diretor também buscou inspiração na commedia dell’arte, utilizando tecidos claros, retalhados artesanalmente, com aplicações de pedrarias e bordados à mão, que lembram a poeira da estrada e o teatro itinerante.

 

Anúncios

Read Full Post »